• Evanio Magalhães

O que o Brasil precisa?

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” 2 Crônicas 7:14


Em resposta a oração de Salomão, quando da dedicação do Templo de Jerusalém, quando ele clamou a Deus que ouvisse a oração de seu povo feita naquele local, Deus estabelece o meio pelo qual o povo de Israel alcançaria a transformação de sua história.


Esta promessa é sim dedicada ao povo de Israel. Deus é muito claro ao afirmar isso dizendo: “se o meu povo, que se chama pelo meu nome”. Nenhum outro povo da terra é chamado de povo de Deus, e nenhuma outra nação da terra é chamada pelo nome de Adonai. Apenas Israel é conhecido como o povo de Deus, e Deus conhecido como o Deus de Israel. Então é obvio pelo próprio texto que essa promessa foi dedicada ao povo de Israel.


Mas, apesar desta promessa ser dada a Israel, nós podemos nos apoiar nela para entender o que é necessário para a transformação da nossa nação. Nossa terra poderá ser transformada quando entendermos que, somente através da humilhação, arrependimento e conversão a Deus, teremos o perdão dos pecados cometidos como nação, e teremos a nossa terra curada das consequências de nossos erros.


Somos uma nação com muito potencial, temos o quinto maior território do mundo, boa parte das nossas terras são agricultáveis, temos uma enorme riqueza mineral debaixo de nossos pés, temos tudo para sermos uma grande potência mundial. O que nos impede até hoje de assumirmos o protagonismo de nossa história? Os nossos pecados!


Somos uma nas nações mais violentas do mundo, com números de mortes violentas só comparáveis a países em guerras conflagradas. Temos a classe política mais corrupta do mundo, com o maior esquema de corrupção conhecido do mundo tendo ocorrido em nossas estatais, perpetradas pelos principais líderes da nação à época. Somos um povo acomodado com a corrupção a tal ponto de permitirmos quietos que o maior chefe deste esquema criminoso se tornar novamente candidato a presidente. Além disto, nossa sociedade aceita passivamente a promiscuidade sexual e a idolatria em diversos níveis.


Enquanto não tivermos a consciência de temos sidos reféns de nossos atos enquanto sociedade, e que é necessário seguirmos os passos dados por Deus, a saber: nos humilhar, e orar, e buscar a face do Senhor e se converter dos nossos maus caminhos, nada irá mudar.


Acontece que esses passos têm que ser tomados primeiramente pela igreja do Messias nesta terra. Não podemos esperar que o mundo tome essa consciência por si. É necessário nós, como igreja do Messias nesta nação, tomarmos a frente, e começar por nós o processo de arrependimento.


Como igreja temos muito o que nos arrepender. Além de confessar os pecados da nossa nação, também precisamos confessar a nossa omissão e conformismo com o mundo. Confessar a falta de prioridade que temos dado ao Reino de Deus e sua Justiça. Confessar a nossa falta de compromisso com Deus e com o próximo.


A salvação da nação passa pela restauração da igreja. E já dormimos por muito tempo.


É hora de acordar, de despertar do sono de morte que temos dormido, e assumirmos nossa responsabilidade frente aos descaminhos que nossa nação tem tomado.


A promessa de 2 Crônicas 7:14 é para Israel, mas através da fé no Messias de Israel, somos também participantes das alianças e promessas dadas ao povo de Deus, e por isso podemos confiar que, se buscarmos a Deus pela salvação de nossa nação, ele irá nos atender.


Que o Eterno nos abençoe!


#Nação #Restauração #Salvação #Arrependimento




13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo