• Evanio Magalhães

Dia de trevas, não de luz.

“Ai daqueles que desejam o dia do Senhor! Para que quereis vós este dia do Senhor? Será de trevas e não de luz. É como se um homem fugisse de diante do leão, e se encontrasse com ele o urso; ou como se entrando numa casa, a sua mão encostasse à parede, e fosse mordido por uma cobra. Não será, pois, o dia do Senhor trevas e não luz, e escuridão, sem que haja resplendor? Amós 5:18-20.”


Se há algo que Yeshua acusou abertamente em seu tempo foi o problema da hipocrisia. Os religiosos de seu tempo até ensinavam corretamente as Escrituras, mas as suas práticas estavam muito distantes do discurso. Em vários momentos Yeshua jogou-lhes na cara a hipocrisia religiosa, e alertou para o destino reservado aos hipócritas.


“Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação do inferno?” Mateus 23:33.


Nos dias do profeta Amós não era muito diferente. Israel estava cometendo pecados graves. A idolatria se misturava à injustiça social. No entanto, mesmo vivendo distante dos princípios das Torá, se apresentavam diante de Deus em Gilgal e em Betel para oferecerem sacrifícios e ofertas a Deus.


No capítulo 5 do profeta Amós encontramos Deus exortando seu povo ao arrependimento com palavras duras a respeito da hipocrisia, pois nas festividades e nos cultos clamavam pelo “dia do Senhor”. O “dia do Senhor” é a expressão conhecida nos profetas como o dia em que Deus estabelecerá o seu Reino sobre toda a terra, trazendo a ressurreição dos mortos, a redenção completa de Israel, e o juízo final sobre todos os seus inimigos.


O dia do Senhor é retratado como um divisor de águas. Ao mesmo tempo em que será um dia de grande regozijo e triunfo dos justos, também será um dia de grande calamidade e destruição para os ímpios.


A hipocrisia estava em que, apesar de declarar ansiar pelo dia do Senhor, os israelitas estavam vivendo na impiedade, praticando injustiças. Como poderiam desejar o “dia do Senhor” se para aquela geração este seria um dia de calamidade, e não de triunfo?


Esta é a pior faceta da hipocrisia religiosa. O religioso tem sua consciência entenebrecida pela sua hipocrisia. Por achar que religiosamente está cultuando ao Deus verdadeiro, acredita que suas impiedades e seus pecados serão simplesmente absolvidos. Acredita estar em vida quando na verdade está caminhando para a morte.


Os dez mandamentos foram escritos em duas tábuas de pedras. Em uma estavam os mandamentos que regem o nosso relacionamento e o nosso culto a Deus. Em outra estavam os mandamentos que regem o nosso relacionamento com o próximo. Essas duas tábuas representam as duas vertentes que devem reger a vida do justo. É necessário cultuar e relacionar com Deus dentro daquilo que Ele estabeleceu em sua Lei: reconhecer quem é o nosso Deus, afastar-se da idolatria, santificar o Seu Nome, lembrar-se do shabat e todos os seus significados, honrar aos pais reconhecendo neles a autoridade emanada dos Céus. Mas também devemos observar seus mandamentos no que tange o nosso relacionamento com o próximo: valorizar a vida como um dom de Deus, fugir do adultério e da prostituição, respeitar o patrimônio alheio, respeitar a honra e a verdade sobre o próximo, fugir das cobiças.


De nada adianta honrarmos a Deus sem agir com moralidade para com o próximo, da mesma forma que nada adianta ser moralmente correto de desonrar ao Deus Criador.

O “dia do Senhor” virá, e somos encorajados a desejar por este dia, como vemos no livro do apocalipse:


“E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.” Apocalipse 22:17.


Mas a maneira correta de desejar a vinda deste dia, e vivendo desde já a justiça do Reino ao qual clamamos. Pois, se religiosamente dizermos com nossos lábios “ora vem”, mas em nossas atitudes continuarmos vivendo as coisas deste mundo, estaremos apenas testificando de nossa própria destruição.


O livro de Amós é um convite ao arrependimento, ao concerto com Deus, para que verdadeiramente tenhamos nele a Vida!


“Odiai o mal, e amai o bem, e estabelecei na porta o juízo. Talvez o Senhor Deus dos Exércitos tenha piedade do remanescente de José.” Amós 5:15.


Que o Eterno nos abençoe!

#arrependimento #hipocrisia #justiça #fidelidade #Yeshua #DiaDoSenhor



20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo